SGF SEBRAE
Mato Grosso do Sul

Reinaldo Azambuja abre o Fasp 2022 destacando a latinidade que pulsa em Corumbá

Com otimismo na retomada da economia do Estado e principalmente dos grandes eventos pós-pandemia do coronavírus, os quais oportunizam renda e empre...

27/05/2022 05h50
Por: Carlla Morena
Fonte: Secom Mato Grosso do Sul
6
Chico Ribeiro
Chico Ribeiro

Com otimismo na retomada da economia do Estado e principalmente dos grandes eventos pós-pandemia do coronavírus, os quais oportunizam renda e emprego e promovem a cultura, o turismo e o entretenimento, o governador Reinaldo Azambuja abriu na noite de quinta-feira (26) o 16º Festival América do Sul Pantanal (Fasp), em Corumbá. Ao lado da esposa, Fátima, celebrou o retorno do maior encontro de integração latino-americana.

“Graças a Deus, a pandemia está ficando para trás, ela que trouxe grandes prejuízos a todos e perda de milhares de vidas, e com a volta ao normal estamos retomando os grandes eventos, como o carnaval fora de época e agora este festival. Estamos felizes em realiza-lo em Corumbá, cidade que simboliza toda essa latinidade fronteiriça que nos une”, disse o governador. “E ter o Michel Teló abrindo o festival é um orgulho muito grande para todos nós.”

Acompanhado da primeira-dama e do prefeito Marcelo Iunes, o governador foi recebido pelo cantor sul-mato-grossense em seu camarim, onde também se encontravam os pais de Teló, e na sequencia participou da entrega dos prêmios aos alunos vencedores do Concurso Soy loco Por Ti América e das homenagens a três ícones da cultura regional: a artista campo-grandense Lídia Baís, o poeta corumbaense Lobivar Matos e o escritor pantaneiro Augusto César Proença, membro da Academia Sul-mato-grossense de Letras.

Berço da cultura

Na abertura do Fasp 2022, Reinaldo Azambuja destacou a parceria com a prefeitura de Corumbá na realização de obras estruturantes para a região e elogiou o trabalho realizado pela Fundação de Cultura do Estado para garantir a retomada do Festival América do Sul em grande estilo, após dois anos. “É o retorno das oportunidades, da alegria do corumbaense, que sempre nos recebe bem em uma cidade que representa muito para a nossa cultura”, disse.

O prefeito Marcelo Iunes agradeceu “de coração” o governador e ao ex-secretário Eduardo Riedel (Infraestrutura) pelos investimentos do Estado no município e adiantou que o Fasp simboliza o reconhecimento de Corumbá como berço da cultura sul-mato-grossense. “O festival gera renda e pelo menos 1.200 postos de trabalho e em junho vamos realizar mais um grande evento em parceria com o Estado, o Banho de São João”, frisa.

A homenagem que recebeu do Fasp emocionou o professor, contista, historiador e pesquisador da cultura pantaneira e regional Augusto César Proença, que, mesmo problemas de saúde, fez questão de comparecer ao Palco da Integração, na Praça Generoso Ponce, para receber a estatueta das mãos do governador Reinaldo Azambuja. “Gostei muito, estou sendo reconhecido, isso é muito bom”, disse o descendente do Barão de Vila Maria, 84 anos.

Após a cerimônia, o governador assistiu a apresentação da Orquestra de Câmara do Pantanal e o show de Michel Teló no setor reservado às autoridades, em frente a palco, ao lado de dona Fátima. Presentes ao evento os deputados estaduais Evander Vendramini, Paulo Duarte e Mara Caseiro; o secretário da Casa Civil, Sérgio de Paula; o secretário -adjunto de Cidadania e Cultura, Eduardo Romero; o secretário-adjunto da Semagro, Ricardo Senna; e o diretor-presidente da Fundação de Cultura, Gustavo Cegonha.

Texto: Subsecretaria de Comunicação (Subcom)

Fotos: Chico Ribeiro

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias